Blog

Marketing de Varejo: estratégias essenciais para 2024

por Gabi Gonçalo

Se você está por aqui, é porque sabe o quão desafiador é colocar um bom planejamento de marketing em prática, não é verdade? Ainda mais para quem trabalha com varejo e, muitas vezes, percebemos que investir apenas no digital não é o suficiente para obter o retorno esperado.

Se você está à procura de um olhar estratégico essencial para 2024 e além, trouxemos aqui pontos focais importantes de tendência mundial que valem colocar em prática.

 

O que é marketing de varejo?

Vamos começar definindo o que é Marketing de Varejo, que está dentro do campo mais amplo do Marketing. É uma área que se preocupa com estratégias e atividades relacionadas a promover produtos ou serviços oferecidos diretamente a consumidores finais.

De modo geral, o Marketing de Varejo baseia ações nos 6Ps. São eles:

A percepção é, também, muito conectada a processos, digitais ou offline. Nessa direção, as ações dão atenção à experiência do usuário, sendo ele comprador e/ou consumidor.

Vamos falar mais sobre isso adiante!

 

Objetivos do marketing de varejo

No geral, um bom planejamento de Marketing com foco em Varejo tem como objetivos:

  1. Aumentar a percepção de marca
  2. Construir relacionamentos sólidos com clientes
  3. Expandir a base de clientes
  4. Demarcar e otimizar canais de distribuição que façam sentido
  5. Impulsionar as vendas
  6. Impactar positivamente o faturamento da empresa
  7. Analisar e ajustar estratégias
  8. Proporcionar visão e adaptabilidade às mudanças de mercado

Entre outros pontos e não necessariamente nessa ordem. Nós também podemos concordar que o processo, como um todo, não é representado em um funil tão coeso como queremos imaginar. Para aprofundar o assunto, você pode assistir ao nosso evento online sobre Resultados Mensuráveis, disponível aqui.

De toda forma, ressaltamos que o Marketing para Varejo precisa pensar em ações com base em metas bem definidas e indicadores de desempenho, os KPIs.

Esses indicadores devem ter relação direta com os objetivos da organização e podem refletir metas para um período específico, por exemplo. Assim, é importante que sejam mensuráveis, quantificáveis, cubram um período específico e tenham foco na melhoria de estratégias e de processos.

 

Estratégias e ações de marketing para o varejo

Vale dizer que uma boa estratégia de Marketing para o Varejo deve ser tão dinâmica quanto o mercado e os fenômenos comunicacionais, nos últimos anos. Porém, a experiência offline e estratégias out of home (fora de casa) devem ser tópicos considerados, mapeados e, sem dúvida, fazer parte do planejamento detalhado.

O Trade Marketing nos ensina o quão necessário é pensar em ações presenciais e que têm impacto direto nos pontos de venda, por exemplo. Desde o posicionamento de um produto na prateleira do supermercado ou mesmo a ideia central da abordagem devem ser estratégicas baseadas em pesquisa, em dados. A expert no assunto, Desirée Silva, foi a convidada do 7º episódio do Mega em Off. Confira aqui tudo que ela trouxe sobre o tema.

Sem dúvida e em “pequenas doses”, indicamos desde o início deste conteúdo que é essencial explorar o olhar 360º para elaborar um bom planejamento de Marketing, sobretudo, quando o foco é o varejo.

Mais do que isso, vale refletir do ponto de vista da ubiquidade, a onipresença da marca na vida mesmo do usuário-consumidor e a postura que assume por meio de cada canal pensado.

 

Ainda tem dúvidas sobre como direcionar os recursos?

Falamos daquela pergunta fatídica: precisa mesmo destinar todo esse recurso para ações de branding?

Sim, a ênfase no direcionamento do tempo e do recurso com foco em performance parece ter saturado o fundo do funil, por exemplo. A partir da nossa experiência, com métodos aplicados e testados junto a grandes players do mercado, apenas 3% é a taxa de conversão daqueles que chegam ao fundo do funil/jornada de vendas.

Então, para ter como base o olhar 360º, devemos considerar presença multicanal on e offline em uma campanha que se proponha realmente integrada, e investir sem medo em branding

Como já colocamos, o foco está na relação com o usuário, que pode ser tanto comprador (shopper) quanto consumidor. 

Todos esses são tópicos importantes a considerar na elaboração de um planejamento que se proponha o mais completo possível, lembrando sempre da dinâmica e da flexibilidade que estão na base de inovações disruptivas.

 

Tendências do marketing de varejo para 2024

Acreditamos que você também concorda que ter atenção às tendências que impactam o Marketing de Varejo em 2024 é sinônimo de manter a relevância e a presença da marca nos múltiplos canais.

Por isso, como o discutido no mais recente Retail’s Big Show na cidade de Nova York, abordagens contemporâneas para o varejo devem considerar que:

  • A personalidade de marca deve ser cristalina.
  • O modelo de negócio deve ser DTC (direct-to-consumer), direto ao consumidor.
  • Tecnologia e inovação respondem pela propulsão do negócio.
  • Agilidade em mudar de rumo de acordo com o dinamismo do mercado é essencial.
  • Estratégias de colaboração na concepção de produtos entre marcas são fundamentais.

Agora, segue um resumo do que discutimos até aqui para dar continuidade a sua estratégia de sucesso, em 2024 e além!

  • Integração de ações on e offline: o objetivo central é a conexão com o cliente.
  • Investimento em branding e performance que potencialize resultados.
  • Atenção às mudanças no comportamento do consumidor com base em análise de dados que acompanhe essa dinâmica.
  • Marcas com propósito têm a preferência do consumidor, no Brasil.

A seguir, cases da Mega para inspirar!

 

Cases de marketing de varejo

Pesquisas dos últimos anos mostram que entre as empresas varejistas com as maiores receitas, no Brasil, estão redes de supermercados como o Assaí (R$ 45,6 bilhões), o Magazine Luíza (R$ 42,9 bilhões), a Via (R$ 36,3 bilhões) e as Lojas Americanas (R$ 32,2 bilhões) presentes da 2º a 5º posição, respectivamente (dados de 2022).

Nesse sentido, em nosso relatório sobre varejo e alcance digital, nós realizamos uma análise estratégica de empresas do mesmo setor com foco em Santa Catarina, no Sul do país. Os resultados mostram correlação direta entre ações coordenadas de marketing digital e o impacto positivo no faturamento dos empreendimentos.

Quando falamos em reposicionamento de mercado ou mesmo ações que transformam a imagem da marca, a equipe Mega se orgulha em fazer parte de grandes feitos. Confira alguns:

No caso da marca Pão de Queijo Mineirinho, realizamos campanha de alto engajamento digital por meio de narrativas envolventes, alcançando a revitalização e a humanização da marca, já tradicional no mercado.

Já com a marca Bel Lar tivemos foco no produto Sodabel, transformando a imagem da marca associada a um produto nocivo em solução que facilita a vida do consumidor. As impressões sobre o produto passaram a ser associadas às ações de geração de renda, sendo sinônimo de conexão entre comunidades e até hobby terapêutico.

Há 6 anos o Grupo AD Shopping e a Mega formam parceria no planejamento do Julho Black e, a partir de 2022, também da Black Friday, que ocorre sempre em novembro de cada ano. Os desafios tiveram foco na Comunicação All In One, ou seja, na estruturação do planejamento, da criação, da execução e da distribuição das peças comerciais multicanal, on e offline. O lema atrativo, eficiente e pulverizado marcou a filosofia da campanha.

A partir dessas experiências, é possível afirmar que realizar um bom planejamento de Marketing, pensando nos objetivos da iniciativa, a quem pretende alcançar, de que maneira e por meio de quais canais, são elementos essenciais para o posicionamento de mercado desejado. Lógico, com atenção às tendências temáticas emergentes relacionadas, entre outras frentes, à postura institucional de impacto social.

Isso joga luz, mais uma vez, na importância do planejamento que “olha para todos os lados”, que tem por foco engajar, comunicar e se conectar aos variados públicos.

E você, já aplicava todas essas frentes ao seu planejamento?

Compartilha os seus sucessos e desafios conosco.

Gabi Gonçalo

Gabi Gonçalo

Publicitária, com mais de 17 anos com marketing, é coautora do livro Social Selling 4.0. - com inúmeras avaliações positivas na Amazon. Possui vários prêmios nas áreas de marketing digital e vendas e palestras em ambientes como o RD Summit.É mentora de novos líderes, palestrante, apresentadora, empreendedora e atua como Head of Growth da Mega Comunicação Estratégica.

Compartilhe:

E AÍ, QUER CONECTAR A SUA MARCA COM O SEU PÚBLICO?