Marca Mega

já pensou em deletar
suas redes sociais?

 

Recentemente a marca de luxo Bottega Veneta deletou todas suas redes sociais, uma atitude ousada, mas que requer bastante estratégia. Para comentar sobre o assunto, a Revista Digital Movimento Top View convidou a Mega para conversar a respeito.

A saída estratégica da Bottega Veneta das redes sociais demonstra a coragem do segmento de mercado de luxo. Agora, milhões de seguidores se concentrarão no site oficial da empresa, em alguns sites de comércio eletrônico selecionados e nas contas de influenciadores digitais e eventos como desfiles.

Uma decisão difícil, mas que vem de uma empresa com uma estrutura de marketing muito madura que entende quais canais podem interferir no valor da marca e nas vendas. Nem todos podem fazer isso, mas acreditamos que será uma consideração para vários participantes em operações futuras.

Junto da ação arrojada que já gera bastante destaque para a marca na imprensa, existem outros canais de marketing e vendas que continuarão sendo explorados, como por exemplo os marketplaces. Além disto, mesmo não tendo os canais nas redes sociais, a marca não sairá das redes justamente porque influenciadores e clientes vão continuar compartilhando suas peças e agora com um apelo muito maior: a exclusividade.

Os consumidores se identificam com uma marca, principalmente na moda, porque de certa forma ela faz você se sentir especial, ela enaltece a sua individualidade. A estratégia de marketing fora das redes sociais exige muito das marcas para que tenham mais atitude do que só discurso, é o famoso "walk the talk". Nesta linha, cremos que a empresa vai ter mais evangelizadores que se identificam com ela, levando seu nome para a linha de frente, falando dela, que é o que importa ao fim das ações, fazer a marca ser lembrada por um período maior de tempo e não somente por uma ação específica.




As redes sociais têm sua grande importância, porém, vale lembrar que têm dono, controle, algoritmo, metas e métricas de vaidade. Estão cada vez mais deixando de ser entretenimento e informação útil para criar usuários tristes com fotos bonitas. Por este motivo acreditamos que as ações offline nunca vão perder o encanto e aproximar pessoas da experiência com as marcas. Todo mundo quer postar uma experiência offline que ninguém teve, que é exclusiva. Para isto existem PDVs inusitados e ações de guerrilha encantadoras.

Fazer marketing não é só postar conteúdo e apertar o botão "promover". Exige planejamento, conhecimento profundo das necessidades e desejos do seu cliente e um acompanhamento contínuo de resultados para crescimento com base nas metas do negócio e com isso decidir quais ações fazer e quais não fazer.


E para você, como enxerga a saída da marca das redes sociais?

Você mesmo já pensou em sair delas quantas vezes?


#somosmega